Vamos Organizar

Vamos Organizar

A organização liberta!

17/08/15 inspire-se liberte sua vida Sem categoria

Doação

Aproveitando o gancho do desapego, transcrevo um texto que recebi de uma querida amiga que acompanha o blog. Não sabemos quem é o autor, mas saiu publicado no encarte da Loja Santo Antônio (SP). Como ela mesma colocou, acumular posses não nos fazem melhores e nem faz o mundo melhor.

 

77518885_1901311_cartecarreealicedepageleramasseurdecoeurs inspiracaodeumaalmailuminada.

 

“Um dia um homem já de certa idade abordou um ônibus. Enquanto subia, um de seus sapatos escorregou para o lado de fora. A porta se fechou e o ônibus saiu; então ficou incapaz de recuperá-Io. O homem tranqüila mente retirou seu outro sapato e jogou-o pela janela. Um rapaz no ônibus, vendo o que aconteceu e não podendo ajudar ao homem, perguntou:

– Notei o que o senhor fez. Por que jogou fora seu outro sapato? O homem prontamente respondeu:

– De forma que quem o encontrar seja capaz de usá-Ias. Provavelmente apenas alguém necessitado dará importância a um sapato usado encontrado na rua. E de nada lhe adiantará apenas um pé de sapato.

O homem mostrou ao jovem que não vale a pena agarrar-se a algo simplesmente por possuí-Io e nem porque você não deseja que outro o tenha. Perdemos coisas e oportunidades o tempo todo. A perda pode nos parecer penosa e injusta inicialmente, mas a perda só acontece de modo que mudanças, na maioria das vezes positivas, possam ocorrer em nossa vida.
Como o homem da história, nós temos que aprender a desprender.Alguma força decidiu que era hora daquele homem perder seu sapato. Talvez isto tenha acontecido para iniciar uma série de outros acontecimentos bem melhores para o homem do que aquele par de sapatos.

Talvez a procura por outro par de sapatos tenha levado o homem a um grande benfeitor.

Talvez uma nova e forte amizade com o rapaz no ônibus.

Talvez aquele rapaz precisasse presenciar aquele acontecimento para adotar uma ação semelhante.

Talvez a pessoa que encontrou os sapatos tenha, a partir daí, a única forma de proteger os pés.

Seja qual for a razão, não podemos nos punir pelo que perdemos. O homem sabia disto. Um de seus sapatos tinha saído de seu alcance. O sapato restante não mais lhe ajudaria, mas seria um ótimo presente para uma pessoa desabrigada, precisando desesperadamente de proteção do chão.

A organização liberta!

nenhum comentário
Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vamos organizar?

Foto: Rafael Miranda

Rosaria Amaral - Consultora em Organização

Consultora em Organização filiada à ANPOP e Arquiteta. Adora ajudar pessoas a organizarem suas vidas e, com isso, se libertarem para viver mais plenamente e focarem no que realmente é importante para elas.

Conecte-se:
Agende Seu Diagnóstico de Organização Gratuito
Quer receber as nossas dicas de organização?

Instagram
Entre em contato conosco!